Voos - Irão

Dicas de viagem sobre o destino: Irão

Irão – o país, sua geografia e fatos interessantes

O Irão, em persa “País dos Arianos”, é um país asiático do Médio Oriente. É fronteiriço com sete países e dois mares: a Arménia, o Azerbaijão, o Turquemenistão, o Afeganistão, o Paquistão, o Iraque, a Turquia, o Mar Cáspio, o Golfo de Omã e o Golfo Pérsico.

O idioma oficial é o persa. Contudo, principalmente no sul do país, o árabe é compreendido por alguns grupos; o turco, no noroeste. Nas grandes cidades e centros turísticos, os comerciantes falam um pouco de inglês, francês e, particularmente, alemão.

É um país montanhoso. Seu clima - a exceção do deserto - é relativamente suportável. As duas cordilheiras que correm paralelamente ao oeste atingem alturas superiores a 4.000 metros. Ao oeste delas encontram-se os grandes desertos de Dasht-e-Kavir e Dash-e-Lut. Devido à alta atividade tectónica, o Irão é uma região vulnerável a terramotos, tal qual a Turquia.

O ponto culminante do país encontra-se a nordeste da capital, Teerão, nas montanhas do Elbro. O vulcão extinto Demawend é o ponto mais alto do país, com 5.671 metros de altura. Simultaneamente também é a maior montanha do Médio Oriente e, depois do Kilimanjaro, a segunda maior montanha livre do mundo. O vulcão não é difícil de ser escalado. Há várias rotas até ao cimo, compostas em grande parte por areia e cascalho.
 

 

 

Irão – seu clima e melhor época para visitar 

O clima no Irão é principalmente seco, contudo, ao norte - no mar Cáspio e em algumas regiões montanhosas - pode chover com regularidade. Mais de 50% do país é desértico, mas as zonas mais secas encontram-se no interior, junto aos lagos salgados. O maior deserto é o Dasht-e-Lut, no planalto iraniano; ao seu sudoeste encontra-se a Cordilheira de Zagros, que contribui para o clima seco. Depois desta, encontra-se o deserto de sal Dasht-e-Kavir. Com temperaturas de até 70° C, no verão, é o local mais quente da terra.

Irão– vacinação, entrada, chegada e viagem a seguir

Recomenda-se a vacinação contra hepatite A, tifo, poliomielite, difteria e tétano. Aconselham-se igualmente roupas que cubram todo o corpo e repelentes contra moscas e insetos que transmitem enfermidades viróticas. Somente em Teerão estão assegurados bons serviços de assistência médica. É importante possuir um seguro de saúde válido em todo o mundo e que assegure explicitamente a repatriação do Irão ou a transferência para um outro país, em casos de emergência. Além disto, recomendamos o consumo de água engarrafada; os frutos devem ser descascados e as verduras e legumes deverão ser cozidos. Visto haver perigo de infecção, deve-se portar também um pequeno kit de remédios consigo.

Os nacionais portugueses deverão apresentar os seguintes documentos para a emissão do visto de turista: Preenchimento de duas cópias dos formulários e entrega dos mesmos com os seguintes documentos: a) juntar três fotografias pequenas (tipo passe); b) fotocópia do passaporte (página da fotografia); c) comprovativo da reserva de hotel; d) depósito de 60,00 Euros (não aceitamos transferências) A República Islâmica do Irão emite vistos de turismo bem como vistos de trânsito, sendo necessário dispor do visto para o país de destino para a obtenção deste último. Vide o enlace abaixo.

Os interessados deverão solicitar os vistos na Embaixada do Irão nos países de residência, sendo necessário o preenchimento de um formulário e uma fotografia. No caso das mulheres, deverão apresentar uma fotografia de cabeça coberta.

Os vistos de turismo e/ou negócios são normalmente válidos por 1 mês. Aconselha-se que se tome bem nota da validade do visto para evitar eventuais dificuldades, já que a polícia de fronteira não deixará embarcar um cidadão estrangeiro na posse de um visto expirado. A solução neste caso é ser presente a um tribunal e pagar uma multa. Não esquecer que à saída do país é necessário apresentar o “cartão amarelo” que é entregue pelas autoridades iranianas à chegada.

Para maiores informações a respeito de recentes determinações legais quanto à vacinas, entrada e segurança, informe-se junto ao consulado ou no seguinte enlace:
http://www.emb-irao.pt/consular.htm
 

Irão - sua capital, outras cidades e atrações turísticas

Teerão é a capital do país, na província homónima e está entre os rios Karaj e Diadirud. É a maior cidade do país, com mais de 12 milhões de habitantes. E ela possui 2 aeroportos internacionais. Esta cidade tem uma história muito movimentada e muitas atrações turísticas. A mais conhecidas são o trono do pavão no palácio das flores (palácio de Golestan); além deste trono, encontra-se no palácio também um museu em que estão expostas cerâmicas, jóias e armas. Outro museu importante na capital são o museu arqueológico, o museu Abgineh com uma exposição de arte cerâmica iraniana, o museu Rea-Abbasi com uma grande colecção de caligrafia iraniana e a colecção de tapetes Rassam com uma escola para tecelãos. Merece também ser visitado também o complexo do palácio de Saadabad ao norte da cidade, que foi a última residência de verão do último xá. A construção moderna mais conhecida na Teerão jovem é certamente a torre da liberdade com 45 metros, construída em 1971. Ela foi construída quando a monarquia iraniana comemorou 2.500 anos. É composta por 25.000 pedras brancas trazidas da província de Isfahan. Com um elevador chega-se à plataforma panorâmica, de onde pode-se observar toda a cidade. Em dias bem claros pode-se até ver as montanhas cobertas com neve em Elbrus. A construção mais alta está também em Teerão: a torre de televisão de Borj-e-Milad, no bairro de Gisha, construída em 2005, com 435 metros de altura. Depois da torre da CNN, em Toronto, com 533 metros de altura, da torre de Ostankino em Moscovo (540 metros) e da Oriental Peral Tower em Xangai (467 metros) é a quarta mais alta do mundo. Além das fronteiras iranianas, é muito conhecido o Bazar de Teerão. Na realidade é uma pequena cidade, com um comprimento de 10 km e mais de 10.000 lojas - o maior bazar coberto do mundo.

Para além de Teerão, o país oferece uma infinidade de cidades interessantes e exóticas, como: Mashdad, Isfahan, Karadsh, Tabris, Shiraz, Qom, Ahvaz, Kermanchah, Orumijeh, Rascht.

 

Rotas mais populares