idealo Preisfinderidealo Preisfinder - Finde den niedrigsten Flugpreis nach Abflugsort und Datum
Selecionar o voo de partida apropriado:
Inserir Voo de Retorno
Selecionar o voos de retorno apropriado:
Selecionar o voos de retorno apropriado:
Inserir Voo de Retorno

Dicas de viagem sobre o destino: França

França – o país, sua geografia e fatos interessantes

A França é o país mais visitado do mundo e Paris é a cidade mais visitada em todo o mundo! Este país é membro da União Europeia, da qual é um dos países fundadores. Ao Oeste, a França é banhada pelo oceano Atlântico; ao Norte, é banhada pelo Canal da Mancha e pelo Mar do Norte. Ao Leste, divide suas fronteiras com a Bélgica, a Alemanha, a Suíça e Luxemburgo; ao Sul, é banhado pelo Mar Mediterrâneo e divide suas fronteiras com Mónaco e a Itália, bem como com o Principado de Andorra e Espanha, ao Sudoeste.

A população de França é de cerca de 64,5 milhões de habitantes, incluídos os territórios ultramarinos. Estes possuem diferentes estatutos administrativos e situam-se em todo o mundo: na América do Norte, na América do Sul, nas Antilhas, no oceano Índico, no Oceano Pacífico e na Antártida.  

O francês é a língua oficial da França, embora o país seja pluricultural, ou plurilíngue. E, além disto, é o país na Europa Ocidental em que há a maior diversidade linguística. As línguas regionais são mais de 77. A França é o terceiro maior país europeu em superfície, depois da Rússia e da Ucrânia. A exceção de sua fronteira ao nordeste, todas as outras são principalmente naturais, pois são compostas por cadeias montanhosas, rios e sobretudo, de fachadas marítimas. As costas continentais francesas perfazem 3.427 km. Suas regiões são muito diversificadas. O norte do país é caracterizado principalmente por planícies costeiras e o Sul, em parte, é deveras montanhoso (o massivo dos Alpes no Sudeste e os Pirenéus, a sudoeste). Mas, apesar de numerosos massivos montanhosos, as regiões baixas dominam o território. Dois quintos do território são ocupados por duas bacias sedimentares: a Bacia de Paris e a Bacia da Aquitânia. O ponto culminante na Europa Ocidental está situado nos Alpes franceses, ao sudeste da França: o Monte Branco, com 4.810 metros de altitude. Ao Sudoeste, encontram-se os Pirenéus. Contudo, não se deve esquecer de massivos mais antigos como a Córsega, o Massivo Central, o Jura, o Vosges, o Massivo Armoricano e as Ardenas. A França possui igualmente numerosos rios, entre os quais, os principais são o Loire, o Ródano, o Garona, o Sena, o Mosa (Meuse), o Reno e o Escalda (Escaut).

França – seu clima e melhor época para visitar

A França encontra-se em uma zona temperada e a predominância de ventos oceânicos e da Corrente do Golfo explicam a temperança de seu clima. Mas pode-se diferenciar duas zonas climáticas. nas zonas banhadas pelo oceano domina o clima oceânico, caracterizado por invernos relativamente suaves e verões muito frios. As precipitações são frequentes durante todo o ano. Quanto mais se dirige ao sul, mais o clima oceânico torna-se suave. Nos Pirenéus, o clima já é continental. Ao centro do país, tem-se um clima oceânico ameno, o que significa que a influência oceânica é ainda presente, mas em grau reduzido. Existem meses de chuvas. Ao leste, o clima é quase continental. Os invernos são muito rígidos e os verões muito quentes. Na região mediterrânica, domina o clima mediterrânico. As chuvas são pouco frequentes e irregulares. Os verões podem ser muito secos. E, finalmente, há o clima de montanha que domina principalmente nos Alpes e nos Pirenéus, mas também no Massivo Central, no Massivo de Vosges e no Massivo do Jura. As precipitações são numerosas e as diferenças de temperatura são grandes de acordo com a altitude em que se encontra. A melhor época para visitar a França é entre maio e setembro. A vegetação é particularmente exuberante e há numerosas florestas. Mas é claro que os amadores de esquis preferem o inverno! Quanto à Paris, pode-se visitá-la em todas as estações, pois Paris é imperdível em qualquer estação!

França – saúde e vacinação, entrada, chegada e prosseguimento de viagem

O sistema de saúde e as condições sanitárias satisfazem às exigentes normas europeias. Não há obrigatoriedade de vacinas. Porém, recomendam-se vacinas contra a poliomielite, a difteria e o tétano. Para adentrar o solo francês de um país da União Europeia deverão simplesmente estar munidos de bilhete de identidade ou de passaporte válido, é o caso de França, pois é parte do Espaço de Schengen. Se o passageiro não proceder da UE e desejar permanecer mais de 3 meses, deve obter um visto de permanência curta ou visto de turismo antes de sua viagem. A França é um país muito bem servido pelo sistema e transporte: quer seja por avião, por comboio ou por autocarro, será fácil organizar a viagem. Os dois aeroportos principais são Paris Charles-de-Gaule e Paris-Orly.

França - sua capital, outras cidades e atrações turísticas

A «cidade do amor» é a primeira associação que vem à mente quando se pensa em Paris. E, com razão, é difícil resistir ao seu charme. Passear por suas ruas será um deleite mesmo para os menos românticos! Bastidor de numerosos filmes, a cidade está cheia de monumentos e de sítios inesquecíveis: o Arco do Triunfo, a famosa Torre Eiffel (o monumento mais visitado em todo o mundo), a catedral de Notre-Dame e a Ilha da Cidade, o Museu do Louvre, o Jardim de Luxemburgo... Mas basta apenas caminhar por Montmartre, Saint-Germain ou Marais, com seus hotéis peculiares, para que o visitante seja projetado ao século passado. Os amadores de emoções fortes não deverão perder uma visita às catacumbas. Estas foram reabertas e a galeria de Port-Mahon, fechada em 1995, está novamente acessível ao público. Um dos melhores meios para descobrir a cidade é por barco, que partem de diversos cais ao longo do Sena. Eles oferecem uma boa visão panorâmica da cidade, sem que se tenha que submeter às filas tradicionais. Contudo, o sistema de metro e de autocarros também é muito denso e transportam o turista para além do centro histórico da cidade. E será uma pena contentar-se somente com o centro da cidade. Os arredores de Paris possuem muitos palácios suntuosos. Uma excursão ao Palácio de Versalhes é uma sugestão para uma tarde! Enfim, não são só suas maravilhas arquitetônicas e seu património histórico que fazem o charme de Paris. Sua vida cultural intensa, seus cafés, suas lojas... tudo isto é Paris! Não se deve esquecer de mencionar que Paris é a cidade mais populosa da França (2.153.600 habitantes na Paris intramural). É também a capital económica, comercial e cultural da França e a única comuna-departamento do país!

Além de Paris, muitas cidades francesas têm muito a oferecer, como: Marselha, Lyon, Tolosa, Nice, Nantes, Estrasburgo, Montpellier, Bordéus, Lille, Rennes, Reims, Le Havre, Saint-Étienne, Toulon, Grenoble, Angers, Dijon, Brest, Nîmes.

A França não é fortuitamente o país mais visitado do mundo! Seu património arquitetônico e cultural são realmente impressionantes. Além de Paris, outras grandes cidades francesas disputam o título de capital cultural: Lille, Bordéus, Tolosa, Marselha ou mesmo Lyon, que foram declaradas património da humanidade - não falta a concorrência! Marselha, por exemplo, seduzi-los-á realmente por sua costa cosmopolita e mediterrânea, por suas ruelas animadas, por seu odor de especiarias e por seus pequenos bistrôs no porto velho - ali é servida a melhor bouillabaisse (sopa mediterrânica) do país. E vizinha à Marselha, encontra-se a maravilhosa Cassis. Os cavalos de Camargue ou as magníficas praias de areia ao final da Costa Azul. Não longe dali, a Provença com seus campos de lavanda e suas cidades são inolvidáveis, bem como o encarnado de Estérel, as ruelas de Saint-Tropez ou a ilha da beleza - a Córsega, que é acessível de Marselha ou Nice por balsa. Para quem prefere grandes ondas, é impossível resistir ao charme da costa atlântica e de suas múltiplas facetadas - os pontos de surf de Biarritz, a duna de Pilat - a mais alta da Europa - ou o Monte São Miguel, na Normadia, também declarado como património da UNESCO. A costa atlântica surpreender-vos-á! Cada região tem um charme completamente especial. Entre elas, a Bretanha é especialmente apreciada pelos viajantes por suas magníficas paisagens e suas tradições enraizadas - e a mais conhecida é a tradição culinária das panquecas, hummm!!!! Entre os sítios mais visitados, encontram-se os palácios do Vale do Loire. No coração de paisagens verdejantes estão estas maravilhas arquitetônicas a serem descobertas, por exemplo: o castelo de Chambord, uma joia da Renascença; ou ainda o castelo de Blois, de Chenonceau, de Amboise ou de Azay-le-Rideau. Para os amantes de pedras antigas, não nos esqueçamos da Dordonha e suas cidades medievais magníficas, tais como Sarlat. E da mesma forma, o Sul também resguarda vestígios romanos, como em Avinhão, Orange, Ais-em-Provença. Mas há ainda tantos tesouros secretos na França – impossível descrevê-los. Mesmo as regiões esquecidas pelos turistas, tornaram-se foco de interesse dos turistas: como o norte da França, que depois do filme «Bem-vindo ao Norte ou Bienvenue chez les Ch’tis » tornou-se uma das regiões mais visitadas. Sua capital, Lille, é uma maravilha da arquitetura flamenga e sua grande praça, uma das mais belas em toda a França. Enfim, um grande número de viajantes opta por uma « visita gastronómica» a este país, tão conhecido por sua arte de viver: os vinhos de Bordéus, os ravioles de Roman, as trufas e escargôs da Borgonha ou ainda suas famosas champanhes - e não se vê o tempo passar.