idealo Preisfinderidealo Preisfinder - Finde den niedrigsten Flugpreis nach Abflugsort und Datum
Selecionar o voo de partida apropriado:
Inserir Voo de Retorno
Selecionar o voos de retorno apropriado:
Selecionar o voos de retorno apropriado:
Inserir Voo de Retorno

Dicas de viagem sobre o destino: Japão

Japão – o país, seu geografia e fatos interessantes

O Japão é um país insular que encontra-se no oceano Pacífico e estende-se em sentido norte-sul diante das costas da Rússia e da Coreia do Sul.

O relevo do território nipónico, vulnerável a terramotos, é muito montanhoso. Suas montanhas ocupam cerca de 73% da sua superfície. Somente no Japão central e setentrional contam-se mais de 500 montanhas com mais de 2.000 metros de altura. Com isto, estas cordilheiras montanhosas foram cultivadas durante os séculos, face à falta de planícies. As suas quatro ilhas principais são: Hokkaido, Honshu, Shikoku e Kyushu. Além destas, há ainda mais de 3.000 ilhotas que encontram-se principalmente no Mar do Interior. O vulcão Fuji-San, na ilha principal de Honshu, é o ponto culminante do país, com 3.776 metros de altura. É o símbolo do Japão e um dos 196 vulcões do país, dos quais 28 estão em atividade. O Monte Fuji é um dos destinos preferidos dos japoneses e turistas em Honshu, visto que é fácil de escalar. O idioma oficial é o japonês, mas o inglês é compreendido em todas as partes como idioma estrangeiro.

 

Japão – seu clima e melhor época para visitar

Devido à sua extensão geográfica, as condições climáticas nas respectivas ilhas são muito distintas. Ao norte da ilha Hokkaido, o clima é temperado e com poucas precipitações fortes. No inverno, porém, há grandes formações de montes de neve causados por sopro de ventos. Também em torno do mar do Japão há queda de neve fortes durante o inverno, os verões aqui são mais frios do que no lado voltado para o Pacífico. Na ilha principal de Honshu, há grandes diferenças de temperatura durante o dia e a noite, respectivamente, o verão e o inverno. Na área do Mar do Interior, sopram ventos nas montanhas que contribuem para que as temperaturas sejam temperadas. Na região voltada ao Pacífico apresenta um clima continental, com invernos rigorosos e verões quentes. As ilhas Nansei-Shoto no Pacífico, em contra partida, apresentam um clima subtropical, invernos quentes e verões super quentes. A sua característica são fortes precipitações durante o período de chuvas e os constantes tufões, que trazem muita destruição em algumas partes.

Japão – saúde e vacinação, entrada, chegada e prosseguimento de viagem

Recomenda-se a vacinação contra hepatite A, tifo, poliomielite, difteria e tétano. Aconselham-se igualmente roupas que cubram todo o corpo e repelentes contra moscas e insetos que transmitem enfermidades viróticas. Em todas as ilhas estão assegurados bons serviços de assistência médica. É importante possuir um seguro de saúde válido em todo o mundo e que assegure explicitamente a repatriação do Japão ou a transferência para um outro país, em casos de emergência. Além disto, recomendamos o consumo de água engarrafada; os frutos devem ser descascados e as verduras e legumes deverão ser cozidos. Visto haver perigo de infecção, deve-se portar também um pequeno kit de remédios consigo. Os portugueses podem permanecer até 90 dias sem visto, desde que a finalidade seja o turismo ou negócios. Deverão apresentar seu passaporte com validade superior a seis meses.Nos demais casos deve ser solicitada a emissão de visto junto de uma representação diplomática ou consular do Japão. O período de permanência é contado a partir do dia seguinte à data de entrada no país. Apartir de 20 de novembro de 2007, são obrigatóriamente recolhidas, no momento de entrada no país, as impressões digitais e imagem facial dos cidadãos de nacionalidade estrangeira. Para informe-se junto ao consulado ou no seguinte enlace: http://www.secomunidades.pt/web/guest/listapaises/  ou http://www.embaixadadeportugal.jp/pt/ Há muitos voos nonstop para o Japão, oferecidos por muitas companhias aéreas internacionais. No Japão há quatro aeroportos internacionais: Tóquio (NRT), Osaka (KIX), Fukuoka (FUK) e Nagóia (NGO). Há também excelentes conexões domésticas para muitos destinos, tais como, para: Kobe (UKB), Sapporo (CTS) ou para Yokohama (YOK), oferecidos pala Japan Airlines (JL) e pela All Nippon Airways (NH). Mas também no Japão há uma crescente oferta de produtos atrativos por parte de companhias aéreas low-cost. Convém informar-se antecipadamente junto as companhias como: Hokkaido International Airlines (HD), Ibex Airlines ( FW), Jal Express (JC), Skymark Airlines (BC ) e a Skynet Asia Airways (6J). De Lisboa (LIS) há voos oferecidos pela All Nippon Airways (NH) em codeshare com a TAP Air Portugal (TP) com escala em Frankfurt (FRA); pela British Airways (BA) com escala em Londres-Heathrow (BA); pela Lufthansa (LH) com escala em Frankfurt (FRA); pela Air China International (CA) em codeshare com a Lufthansa (LH) com escala em Frankfurt (FRA) e Xangai (PVG); pela KLM(KL) com escala em Amsterdão (AMS); Air France (AF) com escala em Paris (CDG); pela Swiss International Airlines (LX) com escala em Zurique (ZRH).

Japão - sua capital, outras cidades e atrações turísticas 

A prefeitura de Tóquio está localizada na margem noroeste da Baía de Tóquio até a planície de Cantão. Quase todas as atrações turísticas estão dentro do círculo ferroviário de JR-Yamanote. Ginza é uma importante zona comercial de compras com muitas galerias e lojas, o parque Ueno ofere aos visitantes os melhores museus e galerias de arte de todo o país. Ao norte do centro esta Asakusa, aqui encontra-se o Senso-ji, o mais importante templo budista japonês. O visitante que desejar vivenciar algo especial em Tóquio, deverá ir para Shinjuku. Esta zona só com 2 km² é ótima para compras e divertimento. Em todas as partes há sempre uma multidão de pessoas, enormes letreiros e luminosos, casinos - tudo isto é uma marca registada desta zona.

Outras cidades magníficas são: Yokohama(3,4 Mill.), Osaka (2,7 Mill.), Nagóia (2,2 Mill.), Sapporo (1,9 Mill.), Kobe (1,5 Mill.), Quioto (1,5 Mill.)

Atrações turísticas que merecem ser visitadas são: as fontes termais do lago Fuji, próximo à estância de férias de Hakone. Os montanhistas também apreciam muito os alpes japoneses em Honshu. Durante o inverno, recomendamos especialmente Nagano, onde teve lugar a Olimpíada de Inverno em 1998. Também não deve-se deixar de visitar Nara, uma das cidades mais antigas do Japão e frequentemente nomeada como o berço da cultura japonesa. Ao todo, Nara conta com cerca de mais de 1 milhão de visitantes e abriga a maior estátua de buda do mundo, no famoso templo de Todai-Ji. No parque de Nara, parecido a uma paisagem de conto de fadas, pode-se visitar vários templos e observar vários veados que esperam ser alimentados. O Daisetsuzan maior e mais importante é em Hokkaido. O parque possui cordilheiras e vários vulcões, lagos pitorescos e florestas muito densas. Pode-se nadar no ístimo de Boso, bem como nas muitas praias de Shirahama, a que pode-se aceder rapidamente de Tóquio. Imperdível é Quioto, com seus inúmeros templos e jardins foi a capital do império há mais de 1.000 anos atrás e não perdeu sua atractividade. É um centro cultural e oferece a quem procure clichês todas as atrações turísticas japonesas imagináveis.

Rotas mais populares