Voos - México

Dicas de viagem sobre o destino: México

México – o país, geografia e fatos interessantes

México faz fronteira ao norte com os EUA; ao sul, com Belize e a Guatemala; ao oeste, como oceano Pacífico; e ao leste, com o Golfo do México, com o Mar das Caraíbas.

A maior parte do México é composta por planaltos elevados, bem delineados pelas depressões ao oeste e ao leste. As cadeias montanhosas periféricas possuem formas muito diversas: ao leste, a Sierra Madre Oriental é constituída de formações paralelas formadas no Jurássico e Cretáceo que elevaram-se paralelamente. E, no oeste, a Sierra Madre Occidental é formada por bacias no Plioceno. Ambas apresentam-se como se fossem altos muros montanhosos, se vistas das planícies baixas colinosas da costa.

No México há muitos grandes rios, como – por exemplo: o rio Bravo, conhecido no México por Rio Grande del Norte, formador da fronteira natural com os Estados Unidos da América. E outros rios, como o Panuco e o Grijalva; rio Hondo. No lago de Chapala, o maior lago do país, nasce o Rio Grande de Santiago.

Os maiores vulcões do país são: o Citlaltépetl, também chamado de Pico de Orizaba, com 5.700 metros e simultaneamente, a maior montanha do México; o vulcão activo Popocatépetl, com 5.452 metros; e o Iztaccíhuatl, com 5.286 metros.

O idioma oficial é o espanhol. Contudo, o inglês é percebido no mundo dos negócios, em sítios turísticos e cidades principais.

México – seu clima e melhor época para visitar

O México possui três zonas climáticas diferentes. Na região costeira, nas planícies e na Península do Iucatão, domina o ano inteiro o clima tropical; nos planaltos médios de 700 a 2.000 metros, domina um clima temperado, o qual pode tornar-se rapidamente frio em determinadas altitudes; em altitudes, a partir de 2.000 metros, o clima é frio o ano inteiro e as temperaturas máximas atingem raramente os 15° C. Somadas todas estas zonas, o México é um país que pode ser visitado o ano inteiro

México– saúde, vacinação, entrada e viagem a seguir 

Atualmente, não há exigência de vacinas. Em geral, o atendimento médico é bom no México. São recomendáveis vacinações contra hepatite A, tétano e difteria. Há perigo de contração freqüente do mal de Chagas, transmitida pelo agente etiológico Trypanossoma cruzi, em zonas rurais. Além disto, é recomendável também a proteção contra a SIDA, pois é muito difundida no México. A malária também pode ser contraída em todo o território mexicano; contudo, a forma mais perigosa deste mal surge apenas em zonas rurais distantes, raramente visitadas por turistas. Por favor, informar-se, antes da viagem, junto ao seu médico de família a respeito de uma profilaxia eficaz contra a Malária. Para proteger-se contra a «normal vingança de Montezuma», é recomendável uma higiene cuidadosa com a água potável. A melhor precaução consiste em apenas beber água engarrafada; renunciar a cubos de gelo nas bebidas; e lavar ou cozer frutas, verduras ou legumes, antes de consumi-los.

O cartão de turista é  distribuído gratuitamente nos consulados e embaixadas mexicanos. Os cidadãos portugueses necessitam apresentar seu passaporte válido, cuja validade mínima deverá ser obrigatoriamente de 6 meses. Este cartão também é distribuído durante o voo em aterragem. Deve-se observar que o original carimbado serve para a entrada e a cópia para a saída do país.

Para informar-se sobre as directrizes para entrada e outros, dirija-se ao sítio da Embaixada do México http://www.sre.gob.mx/portugal/ e em buscador, inserir “visado”.

 

México - sua capital, outras cidades e atrações turísticas

A Cidade do México, capital do país, está a cerca de 2.500 metros acima do nível do mar. Esta cidade é vigiada pelos vulcões Popocatepetl e Iztaccihuatl. Esta metrópole desenvolveu-se sobre as ruínas da cidade asteca de Tenochtitlán. É uma das maiores cidades do mundo e oferece inúmeras atrações turísticas de arquitectura indígena antiga e colonial aos murais de Rivera e Kahlo. Sua atração principal é o Zocalo, a praça mais antiga da Cidade do México, onde encontra-se o Palácio Nacional, construído em 1692 sobre as ruínas do Palácio de Montezuma.

Além da Cidade do México, há outras cidades de grande interesse, como: Ecatepec de Morelos, Guadalajara, Puebla, Juárez, Tijuana, Nezahualcóyotl, Monterrey e León.

O México é um país variado, onde reunem-se o mar, as belezas naturais e excavações arqueológicas. Paisagens pitorescas de montanhas, desertos isolados, praias esplêndidas e pequenas cidades coloniais e numerosos monumentos indígenas oferecem férias inesquecíveis.

O norte do México é constituído, em grande parte, de deserto e da maravilhosa Península da Baja California. Pela cidade fronteiriça de Tijuana pode-se chegar ali, naquele paraíso para pescadores e amadores de banhos de mar em praias longas e infinitas.

Outra atração do planalto mexicano é a cidade de Teotihuacan. A cidade dos deuses encontra-se a cerca de 50 km ao norte da Cidade do México e é conhecida pelas pirâmides do sol e da lua, pelo tempo de Quetzalcoatl e a cidadela. Ela é o sítio arqueológico mais importante do país e a primeira capital da primeira civilização mexicana no século VI. Durante seu apogeu, provavelmente cerca de 200.000 pessoas habitavam Teotihuacán. De sua importância testemunham apenas ruínas, que ainda hoje são impressionantes.

No sul do planalto da Cidade do México inicia a região tropical com exuberantes florestas tropicais e cidades coloniais maravilhosas. Merecem ser visitadas Oaxaca de Juárez, a maior cidade da regiãoe também conhecida por sua rica herança colonial; e o Monte Albán, um sítio zapoteca muito importante. As belas igrejas do século XVII deverão ser igualmente visitadas por sua beleza e o Museu Arqueológico, com uma colecção única de artefactos dos zapotecas e mixtecas, oriundos do Monte Albán.

Uma visita merece igualmente também Mitla, que está a cerca de 40 km de Oaxaca e serviu a cerca de 1.000 anos atrás como Zapoteca como centro de domínio e administração. Em Mitla não há símbolos mitológicos ou figuras humanas, tão-somente figuras geométricas. As fachadas dos edifícios, com seus ornamentos e mosaicos entalhados, estão muito bem conservados e sua perfeição é único em todo o México.

Férias dos sonhos também promete a Península do Iucatão, na fronteira com Belize. É uma região bastante explorada turisticamente que possui grandes complexos de templos, pirâmides e ruínas de cidades maias, cuja visita pode ser combinada com um bom banho de mar em praias oníricas do Golfo do México. Aqui encontram-se, certamente, os sítios arqueológicos mais bonitos do México, tão interessantes para arqueólogos quanto para os amadores de praias. Entre os que foram especialmente restaurados e merecem ser vistos: Uxmal, Chichen-Itza, Tulum e Palenque. E merece ser mencionado Tulum, que está a 130 km ao sul de Cancúm e a única que se localiza directamente ao mar. Além dos tesouros culturais únicos, Tulum oferece ainda uma vista imperdível para as águas azul-turqueza dos Mares das Caraíbas.

Rotas mais populares